Previsão do Novo Concurso da PC-TO 2021

Categorias: 2021 - Concursos 2021 - Concursos Públicos - Polícia Civil - Tocantins

Edital de abertura do concurso deve ser divulgado no início do próximo ano.



Anunciado pelo Governador Mauro Carlesse em 3 de março e previsto para o próximo ano, o Concurso da Polícia Civil de Tocantins disponibiliza novas informações.

O secretário de segurança pública do estado de Tocantins, Cristiano Sampaio, anunciou nessa última segunda-feira, 21 de junho, novas informações do concurso da Polícia Civil. Em redes sociais informou formação da comissão e definições de vagas. Planeja a criação de um novo cargo administrativo, enquanto trabalha na escolha da banca. Prevê também orçamento para o próximo exercício. Para os interessados, a perspectiva para isso se concluir está até o início do próximo ano. Em 2022 começará então a seleção, realização do curso preparatório e nomeações. Segundo as palavras do secretário em seu anúncio, "esse é o plano".

Após levantamento de informações das necessidades funcionais, feitas pela comissão organizadora do certame, constituída no dia 28 de maio. Cargos e vagas serão confirmados, o documento específica 60 dias para a realização do certame. Somente após este levantamento será iniciado o processo de escolha da banca organizadora, posteriormente a divulgação do edital de abertura de inscrições.

Com base no último concurso PC TO, ocorrido em 2017, sabemos como foi realizada a última seleção. Foram disponibilizadas 515 vagas, de preenchimento imediato e reserva de pessoal, distribuídos em diversos cargos, todos com exigência de ensino superior para a inscrição. Sendo a Fundação Aroeira a banca organizadora.



Na ocasião, foram disponibilizados os seguintes cargos: delegado (131), médico legista (12), perito (74), agente de necrotomia (26), papiloscopista (13), escrivão (210) e agente de polícia (49).

Seleção contava com provas objetivas, discursivas e exames médicos.

Até o momento não foi definida nenhuma informação sobre vagas, taxas, cargos, áreas de atuação, escolaridade e faixa salarial do próximo processo seletivo. Mas já é possível encontrar matérias para estudo como apostilas, simulados, provas e aulas grátis.

De acordo com a publicação oficial, resolve com base nos artigos:

Art. 1º Instituir comissão com a finalidade de adotar todas as providências necessárias à realização do concurso público para provimento de cargos da polícia civil.
Art. 2º Designar para compor a comissão mencionada no artigo anterior os seguintes membros, sob a presidência do primeiro:

  1. Marcelo Santos Falcão Queiroz – Superintendência de Segurança Integrada
  2. Ana Carolina Coelho Marinho Braga – Delegacia-Geral da Polícia Civil
  3. Marcos Aurélio Jacome Sousa – Superintendência de Polícia Científica
  4. Maria Luiza Gomes de Aguiar – Secretaria da Administração
  5. Zenobio Cruz da Silva Arruda Junior – Secretaria da Administração
  6. Mauricio Kraemer Ughini – Ordem dos Advogados do Brasil

Art. 3º Determinar o prazo de 60 (sessenta) dias para conclusão dos trabalhos.
Art. 4º Esta Portaria entrará em vigor na data da sua publicação.

Sendo a data de publicação realizada em 28 de maio de 2021, no município de Palmas.

Aos que desejam essa grande oportunidade, é aconselhado ver e se aprofundar em dicas de preparação emocional. O ambiente disputado dos concursos exige diferencial dos selecionados, envolvendo excelência e postura equilibrada. Sendo a performance a excelência no desempenho do concursado. Isso significa focar em resultados, ter uma estratégia e formação de patrimônio intelectual. Devido a constante socialização nos trabalhos públicos, será de grande interesse dos responsáveis selecionar pessoas com competência emocional, tanto quanto competência técnica. Durante esses estudos, aprenderá a gerenciar seus conhecimentos, pensamentos e emoções. Com uma boa metodologia emocional e roteiro de estudos, ficará mais fácil absorver os conteúdos a serem estudados.

Aliar técnica e condições emocionais irão definir a sua melhor performance, destacando-se na área de segurança pública. Onde o profissional capacitado será constantemente envolvido em situações de estresse e contato com pessoas emocionalmente instáveis. Sem tais competências, a carreira solo deste profissional será marcada por grandes dificuldades. Desde o início de seus estudos até realização de sua seleção, por fim no trabalho policial exigente do órgão civil.

Allan Christian Lima de Oliveira



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *